domingo, julho 14, 2024
InícioEsporteFutebol: morte de Malian Salif Keita, lenda do AS Saint-Étienne

Futebol: morte de Malian Salif Keita, lenda do AS Saint-Étienne

Salif Keita, nascido em 12 de dezembro de 1946, morreu este sábado em Bamako, anunciou o ministro maliano responsável pelo Desporto, Absou Kassim Ibrahim Fomba. Ele “morreu esta manhã (sábado) num hospital privado em Bamako. A sua família está em consulta para definir o dia e a hora do enterro”, declarou um dirigente do futebol maliano, Salaha Baby.

O ex-atacante já foi ministro delegar ao Primeiro-Ministro responsável pela iniciativa privada no governo de transição do Mali (1991-1992). Ele também liderou a Federação Maliana de Futebol (Femafoot) na década de 2000. Eles também prestaram homenagem a ele no X (antigo Twitter). “Salif Keita Domingo desistiu. O mundo do esporte no Mali e especificamente o do futebol gostariam de enviar suas condolências à família de Salif Keita, mas também à nação maliana”, escreveu ela.

Primeira Bola de Ouro Africana

Primeiro vencedor da Bola de Ouro Africana em 1970, Salif Keita iniciou uma carreira no Mali, no Real Bamako e depois no Stade Malien, antes de chegar ao Saint-Etienne em 1967, aos 23 anos.

Com os Verdes foi três vezes campeão francês (1968, 1969, 1970) E duas vezes vencedor da Copa da França (1968, 1970) antes de partir para o Marselha em 1972. Depois jogou em Valência, na Espanha, no Sporting Portugal, antes de consolidar a carreira nos Estados Unidos, em Boston.

“O Pantera Negra se foi, levando consigo um pedaço do nosso clube”, reagiu no X o AS Saint-Étienne (ASSE), cujo emblema Keita modernizou.

Salif Keita também atuou no filme “A Bola de Ouro”, inspirado livremente em sua história. Apelidado de “Domingo” pelos amigos em referência a um nome visto nos créditos de um maior pôster de filme quando tinha dez anos, Salif Keita, jogador esbelto, dotado de técnica incomparável e senso de gol aguçado, foi um dos grevistas de dela geração.

(Com AFP)

Yann Amoussou
Yann Amoussouhttps://afroapaixonados.com
Nascido no Benim, Yann AMOUSSOU trouxe consigo uma grande riqueza cultural ao chegar ao Brasil em 2015. Graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília, ele fundou empreendimentos como RoupasAfricanas.com e TecidosAfricanos.com, além de coordenar o projeto voluntário "África nas escolas". Com 27 anos, Yann é um apaixonado pelo Pan-Africanismo e desde criança sempre sonhou em se tornar presidente do Benim. Sua busca constante em aumentar o conhecimento das culturas africanas o levou a criar o canal de notícias AfroApaixonados
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúncio de parceiro - Clique para acessarspot_img

Mais Populares

Comentários recentes